Elisângela Maziero é filha de mocoquenses. O pai, Ítalo Maziero é contador e a mãe, dona Luzia, é do lar. Nasceu e foi criada em Mococa, sempre estudou em escolas públicas do município, no Barão de Monte Santo e no Oscar Villares. É a caçula de quatro irmãos, de uma família que investe e acredita em nossa cidade, através da geração de emprego e renda.

Elisângela é funcionária concursada da Prefeitura e trabalha há mais de 18 anos como professora da rede municipal de Educação. É formada em Letras pela Faculdade de São José do Rio Pardo, em Pedagogia em Guaxupé e com pós-graduação em Educação pela Faculdade de Mococa.

É casada com Marcelo Breganoli e mãe de dois filhos, Henrique e Felipe.

Seguindo os passos do pai e do irmão, que foram vereadores por mais de 16 anos e acreditam que a política tem poder transformador, foi candidata a primeira vez a vereadora em 2012, sendo eleita e reeleita para o segundo mandato em 201. Foi a segunda vereadora mais votada.

No mandato como vereadora foi responsável pela conquista de recursos para reformas e ampliação de escolas, construção da Quadra Coberta na Escola Ana Lúcia, construção do Terminal Urbano, reforma do mercado municipal, além de emendas parlamentares para recapeamento e pavimentação asfáltica.

É autora das Lei que tornou o voto aberto obrigatório na Câmara Municipal, possibilitando a transparência dos atos do legislativo. Além de ser autora do Projeto de Lei que pretendia a redução do salário dos vereadores.

Em janeiro deste ano foi eleita presidente da Câmara pela maioria dos vereadores e assumiu, logo em seguida, como Prefeita Interina do Municipal de Mococa.

Como Prefeita interina trabalhou muito para melhorar a qualidade de vida as pessoas. Implementou inúmeras políticas públicas para aprimorar o atendimento à saúde, criou programas sociais e se destacou pela forma de administrar, ouvindo as pessoas, atendendo as demandas da comunidade e possibilitando a participação popular.

Reassumiu o cargo de presidente da Câmara Municipal de Mococa  no dia 12 de maio de 2017 para o mandato de dois anos, até dezembro de 2018.